(85) 98947-4543 | (85)3274-7590 contato@starmidiaecafe.com.br Rod. BR 116, 9460 - Bairro Barroso - Fortaleza/CE

Presente na rotina de muita gente, tomar café é uma experiência cultural e sensorial. Muitos são os fatores que tornam o cafezinho tão bom. Confira algumas dicas de como identificar um café de boa qualidade.

Café sempre conectando pessoas

Há meses, a rotina de trabalho vem passando por transformações e as interações presenciais foram transformadas. Se o momento do café já era especial, hoje em dia, se tornou ainda mais importante.

Em uma reunião de negócios, o café pode aproximar pessoas e tornar as conversas mais descontraídas. Já para os colaboradores, beber um café com colegas de trabalho quebra a rotina e traz mais alegria ao ambiente.

Clientes confortáveis e funcionários motivados é o que toda empresa quer, certo? Oferecer bons cafés é caminho certo para isso! Ainda mais se preparados do jeito certo e com praticidade.

Como identificar um café de boa qualidade? Observe esses itens

Nas provas de qualidade, são os pontos abaixo que definem a qualidade e harmonia da bebida. Acompanhe:

  • Aroma: percebido em dois momentos, quando moído e assim que é feito, dá sinais do frescor do café e acusa características indesejáveis, como mofo, por exemplo;
  • Sabor: preenche o paladar e permite avaliar o equilíbrio entre o aroma e os gostos de amargor, acidez e doçura. Todos devem estar em harmonia, garantindo que nenhum sabor sobressaia ao outro a ponto de deixá-lo imperceptível. O doce exagerado, por exemplo, pode atenuar todo o resto;
  • Corpo: na sensação do café na boca, percebe-se seu peso, espessura e viscosidade, podendo ser leve, médio ou encorpado;
  • Retrogosto: é o sabor residual, aquele gostinho que fica na boca depois do gole. O tempo que a sensação dura e como se transforma é o que é levado em conta;

Do plantio à xícara

Tudo que explicamos acima pode ser alterado conforme os processos de plantio, colheita, seleção, torra e moagem. Como identificar um café de boa qualidade, além de considerar esses processos é preciso considerar o tipo de café que está sendo produzido.

Os cafeeiros precisam de clima e solo específicos para se desenvolver, e a colheita seletiva elimina sujeiras e imperfeições dos grãos.

O tipo de torra influencia na potência da bebida. Por exemplo, a torra clara costuma gerar grãos com acidez acentuada e uma bebida final mais suave, muito usada nos Espressos. Já na torra escura, o resultado vai ser uma bebida mais potente e amarga, comum nas máquinas de café.

A moagem tem efeito no frescor do café. Como o grão oxida rapidamente depois de moído, seu método é capaz de contribuir ou prejudicar a bebida final.

Leia, também: Será que você tomou café liofilizado e não sabia?

O preparo também faz a diferença em como identificar um café de boa qualidade

O preparo adequado do café também é essencial! Nossas máquinas fazem a torra dos grãos de acordo com a bebida escolhida. Veja alguns exemplos:

  • A Colibri Espresso é excelente para espaços menores e ideal para passar aquele famoso café italiano;
  • A Opera tem ótimo custo-benefício em quatro diferentes versões: Espresso, Double Espresso, Instant e Freshbrew;
  • A Canto Plus tem espaço para dois tipos de grãos, além de dois tamanhos de copo, tudo na mesma máquina!;

Espaços mais agradáveis

Agora, você já sabe mais sobre o que influencia na qualidade do café e algumas das nossas máquinas que preparam bebidas deliciosas.

Leia mais do nosso conteúdo e conheça nossas soluções para tornar o momento do cafezinho mais agradável e especial.

Sobre o Autor

Deixe seu comentário!